CONTEÚDO E MÍDIA

O jeito certo de procurar trabalho

 

Por Maria Candida Baumer de Azevedo I Maio de 2019

Existe isso? Existe sim, assim como há o jeito errado de procurar trabalho! Confira aqui, o jeito certo tem começo, meio e fim.

ANTES DE IR AO MERCADO, O COMEÇO

Defina exatamente o que você quer e o que não quer. Esse é o primeiro ponto para que o esforço seja focado ao invés de sair atirando para todos os lados. Para isso investir em auto conhecimento é fundamental. Mapeamento de perfil, avaliação de potencial são ferramentas que dão respostas confiáveis e específicas. Cuidado com a metodologia para não ter erro de medição.

Identifique seu propósito e converse com pessoas diferentes do mercado para entender o que é fundamental para se destacar naquilo que você é bom e te satisfaz. Então monte seu plano de ação para fechar os gaps, aprender sobre uma ferramenta ou conceito, fazer trabalho voluntário para ganhar experiência no que você ainda pouco domina. Em seguida ou paralelamente faça os cursos, leituras e tudo aquilo que for preciso para tirar o atraso.

Redesenhe seu currículo para que ele deixe claro o quanto suas experiências te prepararam para aquilo que você é bom e faz bem. Com o currículo pronto, atualize suas redes sociais com os mesmos conteúdos. Já que é a gestão da sua imagem, precisa ter consistência entre os canais. Depois disso, guarde o currículo. Será que tá escrito errado? É isso mesmo, guarde o seu currículo, pois sair distribuindo pelo mundo é perda de tempo e queima sua imagem. Afinal se a oferta é muita, o santo desconfia.

INDO AO MERCADO

Se sair disparando currículo é perda de tempo e gera dúvida sobre a real capacidade de quem está fazendo isso, então qual é o caminho? Aqui entra o poder da rede de relacionamento e a forma certa de ativá-la. Essa é a fase de mais trabalho, é plantar bastante por pelo menos 3 meses, todos os dias, com conversas ao vivo para ter resultado de verdade.

A medida que a rede é ativada de verdade, convites para entrevistas começam a surgir. Por isso é fundamental saber o que fazer antes, durante e depois da entrevista.

A cada conversa em uma empresa é hora de entender a cultura organizacional para identificar se existe fit com os seus valores. A empresa pode ser incrível pro mercado mas muito diferente do que você acredita como certo e errado. Investigue e confirme antes de sair priorizando o nome do cargo, o pacote de benefícios e um salário incrível. O efeito disso dura apenas 3 meses e se dissolve quando a cultura é contrária ao que você acredita. É mais do que ser escolhido, mas escolher o que de fato faz sentido e tem significado pra você.

FINAL FELIZ

Se você fez tudo certo, priorizou os seus talentos, afinou seu currículo considerando suas paixões, ativou sua rede de relacionamento e deu um show nas entrevistas, surgem as propostas. E é aqui que é preciso saber negociar remuneração. Saiba quanto você custa (e se isso é factível ou você está fora da realidade), quanto o seu trabalho gera de resultado, o quanto o mercado paga para aquela contribuição para então falar de pacote atrativo, o que você pode abrir mão.

Precisa de ajuda? Ligue pra gente e vamos conversar! Tudo o que você precisa saber para contratar Orientação de Carreira.

Produtos relacionados