Funcionário é avaliado o tempo todo durante período de experiência

JUSSARA SOARES
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

Se o funcionário procura por sinais de que o ambiente corporativo se adequa a seu perfil, a empresa passa boa parte dos três meses de experiência avaliando o comportamento do novato.

Especialistas em recursos humanos alertam que esse é um período crucial para o profissional demonstrar interesse em conhecer o ambiente de trabalho e tirar todas as dúvidas sobre a nova rotina.

“O funcionário pode e deve perguntar muito, porque, caso se cale, a organização acreditará que ele absorveu e concordou com tudo. E vai cobrá-lo depois”, diz Maria Candida Azevedo, da consultoria People & Results.

Por outro lado, o novo funcionário precisa demonstrar também que valoriza o que já foi construído dentro da empresa. “O contratante espera que o colaborador traga suas contribuições, mas não que destrua o que já existe.

O perfil desejado é o de alguém que respeite o que já existe e consiga evoluir a partir dali”.

Representante de políticas e regras no Mercado Livre, Bruno Stelzeneder, 25, diz que demonstrar interesse foi o diferencial para ser efetivado na empresa de vendas on-line, há cinco meses.

Danilo Verpa/Folhapress
Bruno Stelzeneder Cardoso, recém-contratado no Mercado Livre
Bruno Stelzeneder Cardoso, recém-contratado no Mercado Livre

“Eu pergunto tudo e verifico minhas dúvidas. Nas minhas avaliações, observaram que minha curiosidade era um ponto positivo”, diz.

“Além disso, semanalmente a minha gerente me chamava para avaliar o meu desempenho”, completa.

Os novos contratados da empresa passam por um programa de acompanhamento mensal. “O contato mês a mês nos permite fazer ajustes e oferecer treinamento específico antes de tomar uma decisão negativa”, diz Helen Menezes, gerente de recursos humanos da empresa.

Se a empresa não faz o contato com o funcionário, não significa que ele não esteja sendo avaliado, alerta Raphael Falcão, diretor da consultoria Hays.

Na maioria dos casos, essas análises são feitas “da porta para dentro” e não ficam explícitas ao longo do processo seletivo.

“A maioria dos candidatos é escolhida por aptidões técnicas, enquanto que os desligamentos ocorrem por questões pessoais”, afirma Falcão, da consultoria Hays.

“Por mais que se aprofunde uma entrevista, nada substitui a prática”, diz.

*

A VAGA É SUA
Como aproveitar os primeiros 90 dias no novo cargo

ANALISE

Conheça o seu gestor e seu estilo de liderança. Reflita se você vai aprender com ele. Ter admiração pelo chefe é fundamental

Avalie seu relacionamento com os colegas de trabalho. Você está na empresa certa quando existe aprendizado e cooperação entre a equipe

Peça feedback constantes de seus gestores no período de experiência. Isso é importante para você nortear seu caminho

Caso peçam para você fazer algo que contrarie seus valores, é melhor repensar se o emprego vale mesmo a pena

IMPRESSIONE

Entenda os valores e a cultura da nova empresa, já que você é o estranho no ninho. Apresente propostas, mas valorize projetos das equipes anteriores

Demonstre curiosidade e interesse pelo trabalho. Não tenha vergonha de fazer perguntas. Seja proativo, mas tome cuidado para não tentar impor sua visão

Saiba quais as suas metas e o que a empresa espera de você. Isso o ajudará a alcançar seus resultados

Não tente aparentar ser um profissional diferente do que você é. Ninguém consegue fingir por muito tempo

Fonte: People & Results, assessoria de recursos humanos

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *